Acessibilidade


10/10/19 - Companhia inaugura Parque Industrial no SIA com financiamento do BID

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal inaugurou hoje (10/10) as Oficinas Caesb, um complexo de manutenção industrial com 3.330m², localizado na unidade do SIA. Em dois pavimentos, o galpão abriga depósitos de matérias-primas, ferramentaria, setores de usinagem, caldeiraria, mecânica, fundição, desinfecção e expedição final, pintura, banheiros com vestiários, além de área administrativa da oficina, sala de reunião, copa e um elevador para portadores de necessidades especiais.

A obra foi construída em 21 meses, exatamente no mesmo local onde funcionava a antiga oficina, que foi demolida. Foram investidos R$ 8,7 milhões, com financiamento do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento. O galpão demandou 85 toneladas de estrutura metálica, 80 toneladas de ferragens, mais de 600m³ de concreto usinado. Nas coberturas e fechamentos laterais, foram usadas telhas termoacústicas, proporcionando conforto térmico.

O presidente da Caesb, Daniel Rossiter, destacou a capacidade de inovação da Companhia, que completou 50 anos. “É um orgulho entregar esta oficina, que será o maior e mais bem equipado parque industrial do Centro-Oeste. Isso reflete a preocupação da Companhia em se reinventar a cada dia para prestar um serviço de ponta à população”, disse.

As Oficinas Caesb permitirão a acomodação de equipamentos (novos e existentes) de alta tecnologia e de melhores condições de trabalho para as equipes próprias e terceirizadas da Caesb, que somam cerca de 40 trabalhadores. Dentre os equipamentos, haverá sete tornos horizontais manuais, dois tornos horizontais CNC, um torno vertical CNC, duas fresadoras universais, uma ferramenteira, uma serra-corte, três furadeiras, uma máquina de corte a plasma/oxicorte, uma guilhotina, uma dobradeira, quatro inversoras de solda, três pontes rolantes com capacidade de até 10 toneladas cada uma, dentre outros equipamentos de menor porte.

Durante a cerimônia de inauguração, que contou com a presença da Diretoria da Caesb e dos empregados, o presidente Daniel Rossiter fez uma homenagem ao aposentado Edmilson de Matos, que trabalhou 32 anos na Caesb e foi um dos grandes idealizadores do parque industrial. Extremamente dedicado à Companhia, principalmente à área industrial, Edmilson também se destacava por outro motivo. Nas horas vagas, ele e sua equipe fabricavam cadeiras de roda para pessoas carentes, um trabalho bonito que ficou na memória dos colegas de trabalho.


*Crédito das fotos: Marco Peixoto (Caesb)
 

 

1. Da esquerda para a direita: diretor de Suporte ao Negócio, Pedro Cardoso, empregado aposentado da Caesb, Edmilson de Matos, presidente da Caesb, Daniel Rossiter, diretor de Operação e Manutenção, Carlos Eduardo Pereira, diretor de Engenharia, Virgilio de Melo, diretora de Regulação, Planejamento e Novos Negócios, Roberta Zanatta, e a secretária-geral da Caesb, Cláudia Marques
 
2. Presidente da Caesb homenageia empregado aposentado
 
3. Parque Industrial da Caesb no SIA


 

10/10/19 - Empresa adere ao Outubro Rosa com ações ao longo do mês

Prevenção ao câncer de mama será tema da SIPAT deste ano

 

No mês de prevenção ao câncer de mama, os homens da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) aderiram ao rosa e ostentaram hoje nos corredores da Companhia, com orgulho, o símbolo do movimento. Há 10 anos, a Caesb promove ações voltadas para a saúde das mulheres.

Neste ano, a Empresa preparou uma série de atividades para a conscientização da prevenção do câncer que atinge mais de 59 mil mulheres e homens por ano. É o segundo tipo mais comum entre as mulheres do Brasil e do mundo, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Além da iluminação de parte da empresa ser trocada pela cor rosa, as ações do Outubro Rosa também foram incorporadas à Semana Interna de Prevenção a Acidentes do Trabalho (SIPAT), prevista para ocorrer entre os dias 21 a 25 de outubro.

“A Caesb é uma empresa que se preocupa com a responsabilidade social e com a prevenção do adoecimento físico e emocional de seus funcionários. Diante disso, com frequência, são promovidas ações que levam conscientização sobre temas relacionados à saúde dos colaboradores e empregados”, destacou a gerente de Qualidade de Vida e Responsabilidade Social, Nívia Pedrosa.

Para o empregado Marcos Mello, o movimento é perfeito porque mostra o apoio que um deve ter com o outro. “Sou casado e tenho uma filha e a saúde delas é fundamental para o equilíbrio da minha família”, explicou.

Já Maria Delzuita mostrou seguir as recomendações da campanha: “Faço os exames preventivos anualmente e mantenho uma rotina saudável. Considero ótimo para lembrar a todos os cuidados que devemos ter com nossa saúde”.

Fernanda Ribeiro e Cíntia Oliveira, empregadas da Companhia, lembraram que a abertura da SIPAT abordará a saúde da mulher em uma palestra, após café da manhã servido aos colaboradores. Neste ano, estão previstas ações para tratar do tema na Sede, na ETA Brasília, na ETE Norte e no SIA.

Além do Outubro Rosa, a Companhia engaja seus empregados em campanhas semelhantes, como o Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, e o Novembro Azul, voltado para o câncer de próstata.


Créditos das fotos: Marco Peixoto (Caesb)
 

 

15/10/19 - Caesb é referência em modelo de esgoto condominial no Brasil e Exterior

Depois de Nicarágua e Bolívia, Uruguai adota sistema de esgotamento sanitário usado pela Companhia

 

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e o governo uruguaio dão mais um passo no Acordo Específico de Cooperação, firmado em 2018. Nesta semana, técnicos da Caesb e uruguaios estão reunidos em Montevidéu para elaborar o projeto-piloto de implantação do modelo condominial de esgotos para a capital uruguaia. A cidade será a primeira daquele país a aderir ao modelo, em que a Caesb é referência no Brasil e no exterior. A intenção é que todo o país vizinho se beneficie com a tecnologia.

O projeto faz parte do acordo básico de cooperação entre Brasil e Uruguai. A Caesb foi convidada pela Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores a participar com a transferência da tecnologia condominial de esgotamento sanitário.

O modelo condominial de esgotos é mais barato que o tradicional e apresenta uma solução de curto prazo na universalização dos serviços. A mudança está na concepção do projeto, que transfere para o interior do condomínio (quadra ou quarteirão urbano), a passagem dos ramais da rede, reduzindo bastante a extensão de tubulação necessária e ampliando consideravelmente o percentual da população atendida. Nicarágua e Bolívia são exemplos de países que realizaram acordos com a Caesb para a transferência do modelo.

O governo uruguaio, depois de avaliar diversas possibilidades, apostou na tecnologia como uma das soluções mais eficientes para a universalização do saneamento no país. Atualmente, apenas 59% dos lares uruguaios são atendidos por sistemas públicos de esgotamento sanitário. No Brasil, o índice de atendimento das empresas regionais, segundo SNIS de 2017, é ainda menor, 45%. No Distrito Federal, a Caesb atende 89,28% dos lares com redes de esgoto e trata 100% do esgoto coletado.

A cooperação entre a Caesb e o governo uruguaio contou com três missões até agora. Entre julho e outubro deste ano, técnicos da Companhia foram a Montevidéu para firmar o acordo e realizar treinamento. Em novembro, técnicos uruguaios visitarão a Caesb para conhecer o modelo condominial implantado no Distrito Federal.

OUTROS ACORDOS DE COOPERAÇÃO

Além do acordo de cooperação com o Uruguai, a Caesb participa de outros dois projetos. Um deles, firmado com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), desenvolve soluções para o sistema de coleta de esgotos das cidades de Ibirité e Igarapé, na região metropolitana de Belo Horizonte.

O outro permitirá o desenvolvimento do sistema de gestão comercial, além de estudos técnicos para a elaboração da política tarifária, definição de padrão de ligações e fortalecimento institucional do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Maués, no Amazonas.

Para a Diretora de Planejamento, Regulação e Novos Negócios da Caesb, Roberta Zanatta, a Companhia está sendo procurada por organizações e governos pela expertise de seus profissionais e pelos projetos desenvolvidos. “Esses acordos mostram o reconhecimento da qualidade dos serviços da Caesb fora daqui. É o nome da Caesb se destacando!”, acrescentou.

Neste mês, técnicos da Caesb viajam à Bolívia para auxiliar na elaboração de um programa de controle de perdas e regulação do uso da água. O projeto tem o objetivo de melhorar a prestação de serviços de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário e resíduos sólidos naquele país. Os ministérios das Cidades e do Meio Ambiente, e a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa) também participarão do projeto.

 


Crédito da foto: Marco Peixoto (Caesb)


 

16/10/19 - Clientes da Caesb podem receber a conta de água em braile

Serviço não gera nenhum custo adicional ao consumidor


Clientes com deficiência visual podem solicitar à Caesb a emissão da conta de água em braile. O serviço não gera nenhum custo adicional aos clientes da Companhia. A Caesb foi a primeira empresa pública do DF a cumprir a legislação e possui atualmente 04 clientes portadores de deficiência visual que recebem mensalmente a conta em braile.

O consumidor com deficiência visual que optar pelo recebimento da fatura em braile deve se cadastrar junto a Caesb em um dos 13 Escritórios Regionais da Companhia, nos postos do Na Hora, pela agência virtual ou pelo telefone 115. O cliente precisa certificar a deficiência visual apresentando laudo médico ou carteira de identificação fornecida pelo GDF e, ainda, ser responsável pelo imóvel e ter a conta de água em seu nome.

O leiturista colherá os dados para o faturamento da conta no endereço do imóvel e, posteriormente, irá entregar a conta padrão da Caesb e a conta em braile, que é impressa em parceria com a Associação Brasiliense de Deficientes Visuais – ABDV.
 

17/10/19 - Conselho de Saneamento Básico promove eleição para escolha de representantes

Mandato será de dois anos para o biênio 2020-2022


Já pensou na possibilidade de participar das decisões do governo para a melhoria na qualidade de vida da população no âmbito do saneamento básico?

Para isso, o Governo do Distrito Federal está selecionando os representantes da sociedade civil que irão compor o Conselho de Saneamento Básico do Distrito Federal. Ao todo serão escolhidos doze membros para um mandato não-remunerado de dois anos, para o biênio 2020 a 2022.

O Conselho conta com a previsão de 24 membros em sua composição contendo representantes de quatro grupos: Administração Pública do Distrito Federal; prestadores de serviço de saneamento básico; usuários de serviços de saneamento básico; e de entidades técnicas, organizações da sociedade civil e entidades de defesa do consumidor relacionadas ao setor de saneamento.

Para representar a sociedade civil, serão eleitos três representantes dos usuários dos serviços públicos de saneamento básico, com a seguinte composição: um do segmento residencial, um do segmento industrial e um do segmento de comércio e serviços.

Também são destinadas nove vagas para os representantes de entidades técnicas, organizações da sociedade civil e de defesa civil do consumidor relacionadas ao setor de saneamento básico: dois membros de entidades básicas técnicas com atuação no setor de saneamento, dois representantes de instituições de ensino e pesquisa, sediadas no Distrito Federal, com atuação na área de saneamento básico; três representantes de organização da sociedade civil com objetivos de defesa de interesses difusos e coletivos da sociedade e dois representantes de organização de defesa dos usuários ou consumidores.

A criação do Conselho é uma das metas do Plano Distrital de Saneamento Básico – PDSB elaborado pelo Governo do Distrito Federal – GDF em 2017 e 2018, tendo como uma das principais atribuições o acompanhamento da implementação do Plano, avaliando os relatórios sobre a prestação dos serviços e sua integração com os planos territorial, ambiental e de recursos hídricos, e propondo providências para o cumprimento de suas metas.

As entidades interessadas em contribuir com a aplicação da Política Nacional de Saneamento Básico – Lei Federal nº 11.445/2007 deverão se credenciar, apresentando a documentação necessária, até o dia 14 de novembro, das 8h às 19h, no protocolo da Secretaria de Obras e Infraestrutura, localizada na EPIA, dentro do complexo da Novacap.

Veja aqui as regras definidas na Portaria nº 171, de 9 de outubro de 2019, para a eleição dos membros do Conselho de Saneamento.

A votação ocorrerá no dia 3 de dezembro de 2019, às 9h30, no Auditório da Secretaria de Obras e Infraestrutura, localizada na EPIA, dentro do complexo da Novacap, com o resultado final publicado em 10 de dezembro.

A posse dos eleitos será realizada em fevereiro de 2020.

Para mais informações, entre em contato pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (61) 3306-5079.

 

Pagina 6 de 54