15/03/20 - Caesb suspende atendimento ao público nos escritórios regionais e reforça canais virtuais

Mudança começa a valer na segunda-feira (16/03). O objetivo é evitar aglomerações nos escritórios externos da Empresa. Pela internet e por telefone, o atendimento segue normalmente 


O atendimento ao público nas Coordenadorias de Atendimento Comercial da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) será suspenso a partir de segunda-feira (16/3). Mas a Empresa reforça que os mesmos serviços oferecidos por esses escritórios regionais são ofertados em meios virtuais, como site, aplicativo e telefone. O objetivo é evitar aglomerações nas unidades da Companhia, acompanhando os decretos publicados pelo Governo do Distrito Federal sobre o coronavírus. A decisão vale enquanto estiverem em vigência os decretos. 

Pelo aplicativo de autoatendimento, disponível para download nos sistemas Android e IOS, os usuários podem solicitar revisão ou segunda via de contas, alteração de titularidade e vencimento, além de informações sobre consumo de água, consulta de protocolos, entre outras opções. 

O site oficial da Companhia também oferece esses serviços e outros, como parcelamento de débitos, 1ª ligação de água, autoleitura, ressarcimento de danos, alteração do titular da conta e do vencimento, religação de água, situação de débito. 

Outra opção virtual é a Central de Relacionamento com o Cliente, pelo telefone 115. Por ele, o usuário tem informações sobre a Caesb, solicita manutenção de água e esgotos e ainda serviços comerciais como análise de contas, atualização de cadastro e religação. Por meio do 115, o usuário pode também obter informações sobre as faltas de água nas regiões administrativas do DF.

Em fase de testes, a Companhia realiza também atendimento via WhatsApp para as localidades de Ceilândia, Samambaia, Sobradinho, Planaltina e Taguatinga. O número é (61) 98480-5115. 

Novas medidas de prevenção ao coronavírus serão anunciadas pela diretoria da Empresa ainda nesta segunda-feira (16).

Confira as cidades que estarão com os escritórios fechados:

  • Planaltina
  • Sobradinho 
  • São Sebastião 
  • Paranoá
  • Núcleo Bandeirante
  • Guará 
  • Taguatinga 
  • Ceilândia 
  • Brazlândia 
  • Samambaia 
  • Recanto das Emas
  • Gama
  • Santa Maria

 

Site oficial (autoatendimento):

 

Para baixar o aplicativo da Caesb no celular, clique nos links abaixo:

Covid-19 - Acompanhe aqui a atuação da Caesb durante a pandemia do coronavírus

Coronavírus ou Covid-19


A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) reuniu todo o conteúdo produzido nos últimos dias sobre a Covid-19, desde quando foi declarada a pandemia do coronavírus.

Acompanhe aqui os comunicados da Caesb enviados à imprensa, as notícias divulgados pelos meios de comunicação sobre a atuação da Empresa e os cards para as redes sociais.

Plano de Ação para Mitigar os Efeitos da Situação de Emergência Declarada no Distrito Federal em Razão da Pandemia COVID-19

Comunicados à imprensa

Clipping

Redes sociais



Assessoria de Comunicação - PRC

  • Assessora: Kelly Almeida 
  • Jornalistas: Fabiane Lopes, Juliana Peres, Mônica Bisi e Raquel Lustosa
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

12/05/20 - Caesb deixa de cobrar consumo mínimo de água e beneficia clientes da Tarifa Social

Alteração deve diminuir até 65% da conta de 40% dos consumidores


A partir do dia 1º de junho, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) aplicará as alterações provocadas pela Lei Distrital no. 6.272/2019, que implementa uma nova forma de cobrança das tarifas de água e esgoto no Distrito Federal.

A principal mudança na nova tabela é o fim do consumo mínimo de 10m³ por mês, relativos ao fornecimento de água de cada unidade de consumo. Com o fim da cobrança do consumo mínimo, o pagamento se dará pelo consumo efetivamente medido.

Passa a ser arrecadada uma tarifa fixa de R$ 8,00 para a categoria residencial e R$ 21,00 para não residencial, além da cobrança do valor efetivamente consumido de água e de esgoto.

Hoje, 40% da população do DF estão na faixa de consumo de até 7 m³/mês e terão redução de até 65% na sua fatura. Um dos principais objetivos dessa mudança é estimular um uso mais racional e consciente de água, premissa presente em toda a nova estrutura. Ou seja, quem economizar mais, pagará menos.

Tarifa Social

A principal inovação é a ampliação substancial do número de beneficiados pela tarifa social, de 3 mil para aproximadamente 70 mil famílias, com renda per capita entre zero e R$ 178. Para ter direito à Tarifa Social, basta que o titular da conta de água seja beneficiário do Programa Bolsa Família e esteja com CPF cadastrado e atualizado no CadÚnico pela SEDES.

A tarifa residencial social corresponde a 50% do valor cobrado da tarifa residencial padrão. Pela nova estrutura, a tarifa média para quem consome 1 m³/mês nesta categoria terá uma redução de 82%.

Ou seja, se você é beneficiário do Bolsa Família e a conta de água não está no seu nome, aproveite e atualize seu cadastro no autoatendimento para ter direito à tarifa social. Basta solicitar a alteração de titularidade em um dos canais disponíveis.

Como alterar a titularidade da conta de água

Em relação à tarifa social, a Caesb informa que o cliente não precisa sair de casa. Os beneficiários deverão solicitar a mudança na titularidade da conta, caso não sejam os responsáveis financeiros, por meio do site (www.caesb.df.gov.br), dos aplicativos disponíveis no sistema IOS (Apple) ou Android.

É importante lembrar que, somente após a aprovação do cadastro pessoal e da vinculação ao imóvel, o usuário passa a ser o responsável pelas contas do imóvel, pois muitos usuários entendem que apenas a realização do cadastro no site já efetiva a alteração de titularidade.

Confira o passo a passo para a alteração de titularidade no site, nos aplicativos e nos postos de atendimento:

No site da Caesb:

1 - O cliente deve acessar o site da Caesb ou digitar o endereço https://www.caesb.df.gov.br/.

2 - Depois deve clicar no banner Autoatendimento ou digitar o endereço https://www.caesb.df.gov.br/autoatendimento.

3 - Na sequência, deve clicar no botão Alteração de Titularidade.

4 - Se o usuário não estiver com seu cadastro pessoal atualizado deverá apresentar os documentos pessoais legíveis, completos e não podem estar rasurados ou com emendas.

5 - Após o seu cadastro pessoal no serviço de Alteração de Titularidade, o usuário deverá encaminhar o comprovante de vínculo com o imóvel no serviço de Alteração de Titularidade. Confira aqui os documentos pessoais e os que comprovam o vínculo com o morador ou responsável pela residência (https://www.caesb.df.gov.br/relacao-documentos).


Nos aplicativos IOS e Android:

1 - O cliente deve baixar o aplicativo de acordo com o sistema operacional do seu smartphone.
Para aparelhos Android, o endereço é o seguinte: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.df.caesb.mobile.
Para aparelhos IOS, o endereço é o seguinte: https://apps.apple.com/br/app/caesb-autoatendimento/id1003831993.

2 - Os passos se repetem para a mudança da titularidade.


Nos postos de atendimento:

1 - O cliente deve, preferencialmente, se dirigir à unidade de atendimento próximo à sua residência, portando os documentos pessoais legíveis, completos e não podem estar rasurados ou com emendas, além do comprovante de vínculo com o imóvel. Confira aqui os documentos pessoais e os que comprovam o vínculo com o morador ou responsável pela residência (https://www.caesb.df.gov.br/relacao-documentos).

2 - IMPORTANTE: Em razão da pandemia da Covid-19, os escritórios de atendimento presencial e as unidades do Na Hora encontram-se fechados.


Mais informações

Para saber mais sobre o assunto e o impacto dessa mudança na sua conta, acesse o site da Caesb e faça a simulação de seu consumo com a nova estrutura tarifária. Outras informações sobre esta mudança poderão ser obtidas pela Central 115 ou através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

 

29/05/20 - Fatura da Caesb terá novas informações sobre consumo de água e de esgoto

Consumo mínimo de água deixa de ser cobrado a partir do dia 1º de junho


No mês de junho, os clientes da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) receberão suas faturas com as novas tarifas, relativas ao consumo de água e esgoto no mês de maio. O fim do consumo mínimo de 10m³ mensal é a mudança mais significativa na nova tabela. A partir do mês que vem, o pagamento dos serviços será feito pelo consumo efetivamente medido de água e de esgoto, adicionado à tarifa fixa de cada um desses serviços.

Outra importante alteração é a divisão das categorias de consumidores em quatro categorias, sendo que o consumo foi separado por 6 faixas para Residencial Padrão e Residencial Social. Para as categorias não residenciais, que hoje são Comercial, Industrial, Pública e Tarifa Paisagismo, haverá 5 faixas de consumo.

Para facilitar a cobrança, a nova conta de água e de esgoto terá duas linhas a mais na descrição dos serviços prestados pela Caesb: 
Duas linhas referentes às tarifas fixas de água e de esgoto. E outras duas linhas referentes às Tarifas Variáveis de Água e de Esgoto. A Tabela a seguir apresenta o valor da Tarifa Fixa para cada uma das categorias:

Categoria Tarifa Fixa Água / Esgoto
Residencial Padrão R$ 8,00
Residencial Social (Tarifa Social) R$ 4,00
Comercial, Industrial e Pública R$ 21,00
Paisagismo R$ 31,50


Dessa forma, o cliente pagará pela tarifa fixa de água, pela tarifa fixa de esgoto, pelo consumo variável de água e pelo consumo variável de esgoto. Pelas novas regras definidas pela Adasa, 40% da população do DF hoje estão na faixa de consumo de até 7 m³/mês e terão redução de até 65% na sua fatura. A nova estrutura tarifária prevê que o cliente que utilizar a água de forma racional e consciente terá uma redução em sua conta.

Um dos principais objetivos dessa mudança é estimular um uso mais racional e consciente de água, premissa presente em toda a nova estrutura. Ou seja, quem economizar mais, pagará menos.

Um exemplo:

Um cliente residencial que tenha consumido 4m³ observará em sua fatura da Caesb os seguintes itens:

 

Número de Unidades de Consumo Volume Total (m³) Preço (R$) Subtotal (R$)
1 4 2,99 11,96
       
Tarifa Variável de Água Residencial     R$ 11,96
Tarifa Variável de Esgoto Residencial 100%     R$ 11,96
Tarifa Fixa de Água Residencial     R$ 8,00
Tarifa Fixa de Esgoto Residencial 100%     R$ 8,00
Total a pagar     R$ 39,92

O cliente residencial pagará uma tarifa fixa pelo tratamento da água (R$ 8,00); uma tarifa fixa pela coleta e tratamento de esgoto (R$ 8,00); o valor pela quantidade de água consumida (metros cúbicos multiplicados pela tarifa de água) e o valor pelo esgoto coletado (metros cúbicos multiplicados pela tarifa de esgoto).

Outro exemplo:

Um cliente comercial que tenha consumido 2m³ observará em sua fatura da Caesb os seguintes itens:
 
Número de Unidades de Consumo Volume Total (m³) Preço (R$) Subtotal (R$)
1 2 6,14 12,28
       
Tarifa Variável de Água Comercial     R$ 12,28
Tarifa Variável de Esgoto Comercial 100%     R$ 12,28
Tarifa Fixa de Água Comercial     R$ 21,00
Tarifa Fixa de Esgoto Comercial 100%     R$ 21,00
Total a pagar     R$ 66,56

O cliente comercial irá pagar uma tarifa fixa pelo tratamento de água (R$ 21,00); uma tarifa fixa pela coleta e pelo tratamento de esgoto (R$ 21,00); o valor pela quantidade de água consumida (metros cúbicos multiplicados pela tarifa de água comercial) e o valor pelo esgoto coletado (100% do valor consumido de água ou o percentual em que se enquadra o esgoto do imóvel).


Tarifas mensais
A tabela mensal das tarifas pelos serviços de água e esgotos, que entra em vigor no dia 1º de junho, seguirá novos critérios. Os clientes residenciais padrão terão 6 faixas de consumo com valores que variam de R$ 2,99 até R$ 23,87 por metro cúbico de água e de esgoto consumidos. A Tarifa Fixa é de R$ 8,00.

Os clientes da Tarifa Social terão 6 faixas de consumo com valores que variam de R$ 1,49 até R$ 23,87 por metro cúbico de água e de esgoto consumidos. A Tarifa Fixa é de R$ 4,00.

Os clientes da categoria Comercial, Industrial e Pública terão 5 faixas de consumo com valores que variam de R$ 6,14 até R$ 14,97 por metro cúbico de água e de esgoto consumidos. A Tarifa Fixa é de R$ 21,00.

Uma inovação na tabela é a Tarifa Paisagismo – conhecida anteriormente como Tarifa Irrigação –, em que as 5 faixas de consumo têm valores que variam de R$ 9,21 até R$ 22,46 por metro cúbico de água e de esgoto consumidos. A Tarifa Fixa é de R$ 31,50. O critério para cobrança por serviço de paisagismo se aplicará nos casos em que a água for utilizada para fins decorativos e de jardinagem e que não seja possível tecnicamente a utilização de poços.

Para saber mais sobre o assunto e o impacto dessa mudança na sua conta, acesse o site da Caesb e faça a simulação de seu consumo com a nova estrutura tarifária.



Tarifa Residencial Social

Outra importante inovação trazida pela nova estrutura tarifária é a ampliação substancial do número de beneficiados pela tarifa social, de 3 mil para até 70 mil famílias, com renda familiar entre zero e R$ 178. Para ter direito à Tarifa Social, basta que o titular da conta de água seja beneficiário do Programa Bolsa Família e esteja com CPF cadastrado e atualizado no CadÚnico pela SEDES.

A tarifa residencial social corresponde a 50% do valor cobrado da tarifa residencial padrão. Pela nova estrutura, a tarifa média para quem consome 1 m³/mês nesta categoria terá uma redução de 82%.

Ou seja, se você é beneficiário do Bolsa Família e a conta de água não está no seu nome, aproveite e atualize seu cadastro no autoatendimento para ter direito à tarifa social. Basta solicitar a alteração de titularidade em um dos canais disponíveis.

Site oficial:

https://www.caesb.df.gov.br/

Para baixar o aplicativo da Caesb no celular:

- IOS: https://apps.apple.com/br/app/caesb-autoatendimento/id1003831993

- Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.df.caesb.mobile

 

06/07/20 - Chácaras da QI 23 do Lago Sul serão abastecidas com novas redes de água

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) realiza, nesta terça-feira (7/7), o fechamento definitivo das antigas redes de distribuição de água que eram responsáveis pelo abastecimento das chácaras da QI 23 do Lago Sul. O novo sistema, que agora fica na parte dianteira dos imóveis - antigamente ficavam na parte de trás das casas, está em operação e pronto para atender os usuários da região há dois anos. A Companhia já realizou as transferências de hidrômetros para não haver prejuízos aos moradores.

Ao todo, 62 chácaras da QI 23 serão beneficiadas com a obra de substituição e modernização das redes. Os usuários que ainda mantém os imóveis interligados à rede antiga devem procurar a Caesb.

A Caesb orienta aos clientes que, caso haja falta d`água no imóvel e o sistema interno já esteja adequado para a instalação pela nova rede, entre em contato com a Companhia por meio da Central de Atendimento ao Cliente – número 115 e faça a solicitação.

Obrigatoriedade da caixa d'água

Todos os usuários devem contar com reserva (caixa d’água) de volume mínimo correspondente ao consumo médio diário, conforme estabelece o artigo 50 da Resolução n° 14 da Adasa, de 27 de outubro de 2011. A resolução trata das condições da prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no Distrito Federal. A medida evita grandes impactos durante interrupções no fornecimento de água.

Segundo a resolução da Adasa, o usuário é responsável também pela limpeza e desinfecção da instalação predial de água e do reservatório predial antes da ligação definitiva de água e, posteriormente, pela limpeza e desinfecção semestral do reservatório.

Pagina 1 de 2