Balanço de atividades 2019 - Trinta mil novas ligações de água e esgoto



Companhia investiu R$ 186 milhões em obras, melhorias nos sistemas, automação e modernização dos processos e unidades operacionais

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) fecha 2019 com bons resultados. Depois de dois anos difíceis, decorrentes da crise hídrica que levou ao racionamento em 2017 e 2018, a empresa fez obras e melhorias nos sistemas de água e esgotamento sanitário, equipou laboratórios e modernizou unidades operacionais. Os indicadores econômicos mostram que a Companhia recuperou a capacidade de investimento, equilibrou as finanças e reduziu as despesas com pessoal.

Neste ano do cinquentenário da Caesb, houve incremento de 30 mil ligações de água e esgoto no DF: 12.195 de água e 16.922 de esgoto. Atualmente, são 686.512 ligações de água e 586.039 de esgoto na área de cobertura da Caesb. Isso significa que 99% da população do DF é atendida com água encanada e 89,28% têm coleta de esgoto, 100% tratado.

Tais índices colocam a Caesb em nível de atendimento excelente, segundo avaliação de Desempenho da Prestação dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário do DF, publicada anualmente pela Adasa.

Área de cobertura da Caesb

686.512 ligações de água

586.039 ligações de esgoto

99% da população do DF é atendida com água encanada

89,28% da população do DF é atendida com coleta de esgoto, 100% tratado


A Caesb investe em estrutura gigante, que, em 2019, cresceu 500 km. São 9.256 km de extensão de rede de água e 7.234 km de rede de esgoto; 15 estações de tratamento de esgoto e 12 estações de tratamento de água. Os investimentos em infraestrutura somaram R$ 186 milhões até setembro. Desses, R$ 101 milhões foram para o sistema de água, R$ 64 milhões para o esgotamento sanitário e R$ 21 milhões para aquisição de equipamentos, bens e instalações. A maior parte tem conclusão prevista para 2020.
 

Investimentos da Caesb

R$ 186 milhões até setembro

R$ 101 milhões para o sistema de água

R$ 64 milhões para o esgotamento sanitário

R$ 21 milhões para aquisição de equipamentos, bens e instalações


Entre as obras, destacam-se o Sistema Produtor de Água do Corumbá, cuja parte física deve ser concluída em dezembro; o Sistema de Abastecimento de Água do Paranoá; o Sistema de Esgotamento Sanitário do Sol Nascente, Pôr do Sol, Park Way, IAPI, Bernardo Sayão, Setor de Mansões de Sobradinho, além dos condomínios Entre Lagos, Novo Horizonte e La Font. Quando concluídas, essas obras beneficiarão 195 mil pessoas, além da população de 3 milhões de habitantes do DF e do Entorno que serão atendidas com o Sistema Corumbá.

“A Caesb tem feito um grande esforço para manter em excelentes condições sua estrutura e adequá-la ao crescimento da população. Nossa missão é ser referência em saneamento, respeitando o meio ambiente e proporcionando saúde à população do DF”, resume o presidente da Caesb, Daniel Rossiter.


Tecnologia e modernização

Em 2019, a Caesb iniciou a implantação de projetos de telemetria, que permite a leitura dos hidrômetros e transmissão dos dados de forma automatizada, usando a rede de telefonia celular. Com financiamento de R$ 2,5 milhões do BID, investiu em dois projetos. Um deles já está em funcionamento, em fase experimental, no Jardins Mangueiral com 424 ligações de água. O outro vai atender todos os clientes do Lago Norte. Serão quase 6 mil usuários beneficiados com a tecnologia. Foram selecionados 1.400 clientes com grande consumo de água, como shoppings, órgãos públicos, condomínios residenciais, para receberem o sistema de telemetria.


A Caesb investe na estrutura, que, em 2019, cresceu 500 km. São 9.256 km de extensão de rede de água e 7.234 km de rede de esgoto. Foto: Renato Araújo (Agência Brasília)

E foram investidos R$ 3 milhões, com recursos do BID, para modernizar o laboratório que monitora a qualidade da água dos mananciais superficiais e subterrâneos utilizados para abastecimento público. Os aparelhos possibilitam pesquisas de fósforo e de cal na água.

Em outubro, foi concluída a obra das Oficinas Caesb, um complexo de manutenção industrial de 3.330 m², um dos maiores e mais bem equipados parques industriais do Centro-Oeste. As oficinas darão suporte à área de manutenção, que fica 24 horas de sobreaviso para atuar em qualquer problema nas redes de água e esgoto. Só ações de desobstrução de esgoto, foram 36.310 neste ano.


A empresa ampliou o horário dos escritórios de Ceilândia, Guará, Núcleo Bandeirante, Taguatinga e Sobradinho, que atualmente funcionam em horário integral, das 8h às 18h. Foto: Renato Araújo (Agência Brasília)

Comunidade e meio ambiente

Com o Expresso Ambiental, ônibus-maquete de 6 metros, percorreu escolas públicas, eventos e feiras ensinando às crianças o ciclo do saneamento. Por meio do Projeto Golfinho, atendeu 415 crianças em situação de vulnerabilidade social, no contraturno escolar.

Com a Gerência de Mobilização de Água, forneceu água para 1.158 eventos abertos ao público. A Caesb hidratou um público estimado em 3 milhões de pessoas com copinhos, unidades móveis e caixas d’água fixas.

A empresa ampliou o horário de funcionamento dos escritórios de Ceilândia, Guará, Núcleo Bandeirante, Taguatinga e Sobradinho, que atualmente funcionam em horário integral, das 8h às 18h.

As demais cidades atendem ao público das 11h às 17h. Foram criados canais de atendimento pelo WhatsApp para a população de Samambaia, Planaltina e Ceilândia.

São muitas as conquistas nesse meio século de história. Cheguei à presidência no ano em que a Caesb completa 50 anos e renova seu compromisso com a população do DF em continuar fornecendo a melhor água do Brasil e tratando 100% dos esgotos, evitando a poluição dos nossos mananciais. Daniel Rossiter, presidente da Caesb





 

Depoimento de Daniel Rossiter, presidente da Caesb

“Entrei na Caesb com a missão de mantê-la como referência em saneamento ambiental no Brasil. Confesso que me surpreendi com o tamanho, a estrutura, a complexidade dos serviços prestados pela Companhia. E com a competência do corpo técnico, que mostra, dia a dia, porque a Caesb chegou e permaneceu no topo. Com frequência, recebemos visitas de especialistas, estudantes, delegações estrangeiras para repassar nossa expertise e trocar informações. Nos tornamos referência em Sistema Condominial de Esgotos e na experiência com Membranas de Ultrafiltração. Somos pioneiros, com dois projetos recém-lançados, na medição do consumo usando telemetria em larga escala. Temos índices que superam a média brasileira, na área de cobertura com água e esgoto, na qualidade do tratamento de ambos e na continuidade do abastecimento. São muitas as conquistas nesse meio século de história. Cheguei à presidência no ano em que a Caesb completa 50 anos e renova seu compromisso com a população do DF em continuar fornecendo a melhor água do Brasil e tratando 100% dos esgotos, evitando a poluição dos nossos mananciais. Entregar saúde, respeitando o meio ambiente, é também hoje minha maior ambição.”