Histórico: Redução de Pressão na Rede



PROGRAMA DE REDUÇÃO DE PRESSÃO

A segunda etapa do plano de redução de pressão começou no dia 30/01/2017. Essa etapa atinge as cidades abastecidas pelo Sistema Santa Maria e seguirá o seguinte cronograma: 
 

  • Início 30/01/17: Asa Norte
  • Início 02/02/17: Asa Sul / Noroeste / Sudoeste
  • Início 06/02/17: Lago Norte
  • Início 09/02/17: Lago Sul
  • Início 13/02/17: Jardim Botânico
  • Início 15/02/17: Paranoá / Itapoã / Setor de Mansões do Lago Norte
  • Início 17/02/17: SOF-Sul / Cond. Park Sul Prime Residence / Living Superquadra Park Sul 


A partir das datas de início, a diminuição de pressão nessas cidades deverá durar até que a Caesb considere o nível do reservatório do Santa Maria em condição de oferecer segurança para o abastecimento.

A redução será feita por meio de válvulas localizadas em diversas áreas. Algumas localidades, embora abastecidas pelo Sistema de Captação Santa Maria/Torto, não sofrerão, inicialmente, redução de pressão, pois não possuem válvulas redutoras de pressão (VRP), sendo abastecidas diretamente pelo reservatório. São elas: Cruzeiro, Octogonal, SIA, SCIA, SMU, Cidade Estrutural, Varjão, Taquari e Jardins Mangueiral.



A primeira etapa do plano de redução de pressão começou no dia 23/11/2016. Essa etapa atinge as cidades abastecidas pelo Sistema Descoberto e segue o seguinte cronograma:
 

  • Início 23/11/16: Ceilândia
  • Início 28/11/16: Vicente Pires, Colônia Agrícola Samambaia
  • Início 02/12/16: Samambaia
  • Início 07/12/16: Riacho Fundo II, Recanto das Emas, Gama, Santa Maria
  • Início 12/12/16: Águas Claras, Arniqueiras, Taguatinga, Riacho Fundo I
  • Início 14/12/16: Park Way, Candangolândia, Núcleo Bandeirante 


A redução de pressão nas redes de água para as cidades abastecidas pelo Sistema Descoberto será no período diurno, no horário das 7h às 19h, por tempo indeterminado. 



Perguntas e Respostas sobre a Redução de Pressão

O que é redução de pressão?

A redução de pressão nas tubulações é uma tecnologia praticada rotineiramente pelas companhias de saneamento para a diminuição de perdas de água. Trata-se de uma medida que já vem sendo utilizada pela Caesb para reduzir os vazamentos na rede de distribuição de água e melhorar as condições de abastecimento. A Companhia ampliou a redução de pressão nas redes de água, no período diurno, como estratégia para enfrentar a crise hídrica, induzindo a redução do consumo, preservando a infraestrutura de abastecimento e minimizando o risco de esgotamento dos reservatórios.
 

Qual o objetivo?

Manter o abastecimento diário regular dos consumidores. Para isso é importante que todos utilizem de suas caixas d’água e reservatórios inferiores dos edifícios. Espera-se captar menos água nos Sistemas Descoberto e Santa Maria e ajudar na recuperação desses reservatórios. Tem também o objetivo de reduzir perdas no sistema de distribuição de água da Caesb.
 

Qual a estimativa de economia?

Espera-se uma redução de consumo da ordem de 3 a 5%.
 

Como essa medida irá funcionar?

Essa medida irá permitir o abastecimento de forma normal durante algumas horas do dia, no período noturno, de modo que todos os consumidores dotados de reservatórios domiciliares possam contar com o volume necessário para seu uso cotidiano. Nesses horários, a pressão será suficiente para abastecer as caixas d’água. Nos demais horários, a pressão será reduzida para valores inferiores a 10 mca, podendo não ser suficiente para abastecer o reservatório domiciliar (caixa d’água), o que estimulará um consumo mais racional de forma a preservar a quantidade de água reservada.
 

Como é feita a redução de pressão?

A redução de pressão pode ser feita por meio de válvulas, pela operação de bombas e pelo fechamento parcial de registros na rede. Esses equipamentos serão gradualmente configurados para reduzir a pressão em determinados horários e aumentar em outros, permitindo o abastecimento das caixas d’água.
 

E quem não possui caixa d’água?

Quem não contar com caixas d’água e os edifícios com abastecimento direto no reservatório superior, ou seja, sem caixa d’água no nível inferior, deverão regularizar essa situação. Instalar a caixa d’água ou reativar o reservatório inferior e o bombeamento para o reservatório superior é fundamental para evitar transtornos aos moradores.

A Companhia informa que toda unidade usuária deve contar com reservação de volume mínimo correspondente ao consumo médio diário, de acordo com o artigo 50 da Resolução da Adasa nº 14, de 27 de outubro de 2011, que estabelece as condições da prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no Distrito Federal.

Legislações sobre obrigatoriedade da reservação de água por imóveis:  

  • Decreto 5555/1980, Artigo 37 (Regulamento para instalações prediais de água fria no Distrito Federal);
  • Lei Distrital 2105/1998, Artigos 78 e 135 (Código de Edificações do Distrito Federal);
  • NBR 5626/1998 ABNT, Item 5.2.5.1 (Instalação predial de água fria);       
  • Resolução nº 14/2011 ADASA (Condições da prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário do Distrito Federal), Artigos 48, 50 e 51. 


Qual a diferença entre redução de pressão e racionamento?

A redução de pressão não deixa o morador sem água. No racionamento, durante um período previamente estabelecido, o abastecimento de água é interrompido totalmente. Importante ressaltar que essa técnica de redução garante uma pressão positiva na rede de distribuição ao longo de todo o dia, o que evita o desabastecimento total e preserva as estruturas físicas das redes.
 

Ainda será necessário fazer o rodízio de água?

O rodízio é uma das medidas previstas pela Adasa para enfrentar a crise hídrica que estamos vivendo. Como se trata de um procedimento extremo, a Caesb entende que pode adiar ou até evita-lo se as medidas implantadas anteriormente (campanhas de incentivo à redução do consumo, tarifa de contingência e redução de pressão) e a frequência de chuvas recuperarem o Sistema Santa Maria. As cidades abastecidas pelo Sistema Descoberto entraram em esquema de rodízio no dia 16/01/2017.
 

Como foi feita a escolha das cidades?

Todas as medidas adotadas pela Caesb, redução de pressão diurna e rodízio de água, são adotas tendo em vista as condições dos sistemas de captação de água. Por consequência, as localidades atingidas são aquelas abastecidas pelo reservatório em questão. A partir do dia 30/01/17, as cidades abastecidas pelo Sistema Santa Maria/Torto também entraram para o programa de redução da pressão nas redes de abastecimento de água.
 

Até quando as cidades abastecidas pelos Sistemas Descobertos e Santa Maria ficarão sob o regime de redução de pressão?

A partir das datas definidas, as redes de distribuição dessas localidades irão operar com pressão reduzida até que seja possível voltar às condições anteriores, na medida em que os reservatórios do Descoberto e Santa Maria se recuperarem e a Caesb julgar que estão configuradas as condições de segurança hídrica.
 

Qual a pressão normalmente utilizada?

A pressão mínima estabelecida pelas Normas Técnicas da ABNT é de 10 metros. O ajuste de válvulas procura manter pressões acima da mínima para o abastecimento diurno das cidades.
 

Qual a pressão com o programa de redução?

Como se trata de medida de restrição do consumo, faz-se necessário reduzir a pressão para valores inferiores a 10 metros de coluna d´água (10 mca).
 

Qual o horário?

O período estabelecido para a redução de pressão é o diurno, normalmente de 7 às 19h, voltando às condições normais de abastecimento à noite.
 

Quanto tempo para normalizar o abastecimento após o aumento da pressão?

Diferentemente do racionamento, onde o retorno do abastecimento pode ser demorado, a regularização da pressão é rápida pois as tubulações continuarão com água.
 

Como vai ser durante à noite?

Com a redução do consumo que ocorre naturalmente à noite, a pressão se eleva e o abastecimento se normaliza. Ou seja, prevê-se que na madrugada a pressão seja suficiente para abastecer os reservatórios domiciliares. 




População estimada das cidades atingidas (Sistema Descoberto)

Região Administrativa     População Estimada
Águas Claras  167.529
Candangolândia 16.161
Ceilândia 450.693
Gama 139.926
Núcleo Bandeirante 23.976
Park Way 25.749
Recanto das Emas 144.154
Riacho Fundo 46.504
Riacho Fundo II 50.235
Samambaia 230.721
Santa Maria 135.211
Taguatinga 195.401
Vicente Pires 97.951
TOTAL 1.724.211