Projeto Golfinho

O Projeto Golfinho, criado em 2001, faz parte do Programa de Responsabilidade Social da Caesb, atualmente, atende 480 crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 16 anos, residentes nas Regiões Administrativas onde a Caesb está inserida, que estão matriculadas e frequentes nas escolas da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal, parceiras do Projeto. São essas escolas que indicam as crianças para participarem do projeto.

O objetivo do projeto é possibilitar à Caesb, como empresa cidadã, proporcionar aos socialmente excluídos, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, a educação sanitária e ambiental, o desenvolvimento da escrita, leitura e raciocínio lógico; o acompanhamento escolar; o desenvolvimento de atividades esportivas, jogos cooperativos; e a disseminação de valores humanos à construção da cidadania e fortalecimento da autonomia social.

Todos os serviços essenciais à operacionalização do projeto são contratados pela Caesb por meio de licitação pública: profissional, alimentação, transporte e material pedagógico, esportivo e de papelaria.

As crianças e adolescentes participam do projeto no turno contrário à escola, de dezembro a janeiro. Recebem uniforme, lanche e transporte, além de desenvolvimento esportivo e pedagógico, acompanhamento escolar e orientação comportamental. As turmas são divididas por idade. O ingresso no projeto é somente às crianças de 6 a 10 anos, indicadas pelas escolas parceiras, podendo permanecer no projeto até os 16 anos.

O projeto é desenvolvido em três núcleos localizados nas regiões administrativas de Itapoã, Ceilândia e Lago Sul que tem parceria com o Centro de Convenções Israel Pinheiro e recebe os pré-adolescentes do núcleo Itapoã que completam 11 anos.

Com o Projeto Golfinho, a Caesb adotou um novo conceito de empresa socialmente responsável, que age dentro dos princípios éticos elevados, com condições seguras e saudáveis de trabalho, incentivando o crescimento humano dos seus empregados, além, do comprometimento com o futuro da comunidade e sociedade em geral.

Para conhecer este projeto em detalhes entre em contato com a Caesb pelo telefone (61) 3213-7453.

 

Projeto Biguá

Obs.: As coletas de óleos residuais de fritura nos Pontos de Entrega Voluntária e nos demais locais encontram-se temporariamente suspensas, em virtude da atual situação de pandemia decorrente do coronavirus.

Ações Comunitárias de Saneamento Ambiental

O Projeto Biguá é uma iniciativa da Caesb que consiste na coleta de óleos residuais de fritura, evitando seu descarte incorreto na pia, no vaso sanitário ou no solo. Foi concebido com finalidade de reduzir o aporte desses resíduos aos sistemas coletores de esgotos, o que proporciona relevantes benefícios para a operação desses sistemas e para o meio ambiente por meio da redução de obstruções de tubulações e de vazamentos, do aumento da eficiência dos processos de tratamento e da redução dos custos operacionais e de manutenção dos sistemas coletores de esgotos.

Os óleos residuais de fritura podem ser processados em uma usina piloto (Fotos 1 e 2) construída com a finalidade de produzir Biocombustível B100, um combustível alternativo aos combustíveis de origem fóssil. Outro subproduto gerado neste processo é a glicerina, material passível de utilização na fabricação de sabão.

   

Fotos 1 e 2 – Usina do Projeto Biguá

 

O descarte incorreto do óleo pode causar danos ambientais significativos, com potencial poluidor elevado relacionado aos recursos hídricos, uma vez que 1 litro de óleo pode contaminar até 25 mil litros de água (*).

Por este motivo, a Caesb convida a população do Distrito Federal a realizar a coleta de óleos residuais de fritura, separando e armazenando este resíduo em sua casa ou estabelecimento levando-o para um Ponto de Entrega Voluntária – PEV.

Para o armazenamento, recomenda-se aguardar o resfriamento do óleo e estocá-lo com a utilização de embalagens plásticas de amaciante de roupa ou água sanitária, para a estocagem dos óleos residuais em quantidades menores (Foto 3). Ou a instalação de bombonas plásticas com capacidade de 50 litros e boca rosqueável (Foto 4), em especial nos casos de condomínios, indústrias, restaurantes ou similares, por exemplo.

   

Fotos 3 e 4 – Armazenamento de óleos residuais de fritura

 

Caso o volume de óleo residual de fritura armazenado seja superior a 20 litros, esta Companhia pode ser acionada para a realização de coleta eventual pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.. Caso seja inferior a 20 litros, o interessado poderá levar o óleo residual ao PEV mais próximo ou de sua conveniência, conforme listagem subsequente.

  • Caesb (Ed. Sede): Av. Sibipiruna, Lotes 13 a 21, Águas Claras, Brasília-DF;
  • Caesb (ETA Brasília/ Laboratório Central): SAIN, A/E s/n (entre o Detran e o DER-DF), Plano Piloto, Brasília;
  • Gerência de Atendimento ao Público do Núcleo Bandeirante: Praça Central, Módulo 05, Núcleo Bandeirante; 
  • Gerência de Atendimento ao Público do Guará: QE 13, Cj. D/E, Lts 1 e 2, Sl. 210/202, Guara I;  
  • Gerência de Atendimento ao Público do Paranoá: Qd. Central, AE 06, Paranoá  
  • Gerência de Atendimento ao Público de Planaltina: Av. Independência, SCC, Qd. 02, Bl. E, Planaltina; 
  • Gerência de Atendimento ao Público de São Sebastião: Av. Comercial, Lt. 1301, Lj. 01, São Sebastião; 
  • Gerência de Atendimento ao Público de Sobradinho: Quadra Central, Lt. C, Sobradinho; 
  • Gerência de Atendimento ao Público de Brazlândia: SNO, AE 01, Lt. E, Brazlândia; 
  • Gerência de Atendimento ao Público de Ceilândia: CNN 01, Bl. L, Ceilândia; 
  • Gerência de Atendimento ao Público do Gama: SIGA, Qd. 01, Lt. 520/600, Gama; 
  • Gerência de Atendimento ao Público do Recanto das Emas: Av. Recanto das Emas, Qd. 201, Cj. 10, Lt. 01,  Recanto das Emas; 
  • Gerência de Atendimento ao Público de Samambaia: QN 206, Cj. C, Lt. 02 - Samambaia; 
  • Gerência de Atendimento ao Público de Santa Maria: Qd. Central 211, Bl. B, AE, Santa Maria;  
  • Gerência de Atendimento ao Público de Taguatinga: C 05, Lt. 03, Lj. 01, próximo a 12ª DP, Taguatinga Centro;
  • Administração Regional do Lago Norte: SHIN CA 05, Bloco J, Lago Norte, Brasília-DF; 
  • Administração Regional do Lago Sul: SHIS QI 11, AE 01, Lago Sul, Brasília-DF; 
  • Administração do Parque da Cidade: Sara Kubistchek, Brasília-DF;
  • Administração do Parque Olhos D'Água: 414/415 Asa Norte, Brasília-DF;
  • Administração do Parque Asa Sul: 614 Sul - Asa Sul, Brasília-DF;
  • Administração Regional do Guará: SRIA II, QE 25, AE/CAVE, Guara - DF; 
  • Ginásio de Múltiplas Funções – ao lado da Feira Permanente do Cruzeiro. Cruzeiro-DF;
  • IBRAM: SEPN 511, Bloco C, Ed. Bittar, Plano Piloto, Brasília-DF;
  • SLU / Papa Entulho Ceilândia - QNN 29, AE, s/n, Ceilândia- DF;
  • SLU / Papa Entulho Ceilândia - QNN 27, AE – Ceilândia – DF;
  • SLU / Papa Entulho Ceilândia - QNP 28, AE – Setor P – Ceilândia – DF;
  • SLU / Papa Entulho Planaltina - Área Especial nº02 - Lts 11 e 12 – St. Norte – Planaltina – DF;
  • SLU / Papa Entulho Guará - SRIA II - QE 25 - Àrea Especial do CAVE;
  • SLU/ Papa Entulho: QNG 47, AE 09, Taguatinga – DF;
  • SLU / Papa Entulho Gama - Av. Contorno - Lt. 2 - Próximo ao DETRA – Gama - DF;
  • SLU/ Papa Entulho: AE 02, Lt. K, Brazlândia – DF;
  • Administração Regional do Varjão – Varjão - DF.

 

Solicitações de abertura de novos PEVs também podem ser direcionadas ao email informado e estão sujeitas à análise de cada caso, considerando em especial a localização dos PEVs já existentes.

Convidamos a população do Distrito Federal a contribuir com essa relevante iniciativa tornando se parceiros do Projeto Biguá e amigos do meio ambiente.

Oportuno frisar que esta Companhia pode reaproveitar, destinar, ceder, utilizar ou, se necessário, alienar o óleo residual de fritura coletado por meio de venda, doação, permuta ou qualquer outra forma, sem que assista ao partícipe qualquer direito em relação ao insumo após sua efetiva doação à Caesb.

Você que é consciente e se preocupa com o meio ambiente, orientamos que todo o óleo usado em sua casa, seja armazenado adequadamente, com posterior direcionamento aos PEVs elencados.


O Projeto Biguá conta com a colaboração de todos!
O meio ambiente agradece!


FOLHETOS:


Contato

Projeto Biguá – Ações Comunitárias em Saneamento Ambiental
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.;

 

Canais de Atendimento ao Cliente

 

ATENÇÃO: Nossos Escritórios Regionais não recebem pagamento de contas.

 

 

 

AUTOATENDIMENTO

Forma de Atendimento: por meio desse site (clique)

Horário de Funcionamento: sempre disponível

 

APLICATIVO DA CAESB

Forma de Atendimento: aplicativo de celular (App Store ou Google Play)

Horário de Funcionamento: sempre disponível

 

CENTRAL 115 

Forma de Atendimento: telefone 115

Horário de Funcionamento: 24 horas, todos os dias

 

AGÊNCIA VIRTUAL 

Forma de Atendimento: chat ou e-mail nesse site (clique) 

Horário de Funcionamento: recebimento de demandas 24h. Porém, o funcionamento do chat e as respostas acontecem somente nos dias úteis, em horário comercial

 

WHATSAPP CAESB

Forma de Atendimento: celular e web (serviço disponível para Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Sobradinho e Planaltina)

Horário de Funcionamento: dias úteis, em horário comercial

 

 

Escritórios Regionais e Postos do "Na Hora" (FECHADOS)

Os nossos consumidores podem procurar qualquer unidade de atendimento dos Escritórios Regionais, independentemente do endereço de onde mora, para solicitar o serviço desejado. Nestes locais você pode solicitar serviços como emissão de 2ª via de conta, vistorias, verificação de cálculo de contas, parcelamento de débitos, entre outros. Porém, pedidos de ligação de água e esgotos, parcelamento, alteração de titularidade e desmembramento de ligações devem ser solicitados no Escritório Regional correspondente à sua localidade e o consumidor deve estar de posse dos documentos pessoais e de propriedade/posse do imóvel.   

Para acessar endereços e horários de atendimento, clique abaixo.

  
                             Escritórios Regionais e Postos do "Na Hora"  


OBSERVAÇÃO: Não há necessidade de agendamento prévio nos Escritórios Regionais da Caesb e nos Postos do “Na Hora”.

Sala de Imprensa

A Assessoria de Comunicação – PRC tem como principal objetivo divulgar para a população e para a mídia as ações praticadas pela Caesb. Além disso, a PRC tem a função de assessorar a Presidência e suas Diretorias, e as demais áreas da Empresa no seu relacionamento com os veículos de comunicação.

A área é responsável pelas ações de comunicação corporativa, o que inclui coordenar as ações de comunicação interna, eventos e campanhas publicitárias institucionais, avaliando e sugerindo estratégias de comunicação integrada.

Sugestões de pauta e assuntos importantes, como avisos de falta d’água, são divulgados para jornalistas cadastrados na lista de imprensa/ mailing da PRC. Se você quer receber esses e-mails, entre em contato com a Assessoria de Comunicação para fazer o cadastro.

Da mesma forma, os jornalistas que buscam informações sobre a Caesb ou que quiserem agendar entrevistas também devem entrar em contato com a Assessoria de Comunicação.


Assessoria de Comunicação - PRC

  • Assessora: Kelly Almeida 
  • Jornalistas: Fabiane Lopes, Juliana Peres, Mônica Bisi e Raquel Lustosa 
  • Telefones: 3213-7117 / 7205 / 7114 / 7144 / 7277
     

Contatos para as outras atividades da Assessoria de Comunicação:

  • Publicidade Legal e Institucional: Roberta Guimarães (Fone: 3213-7592)  
  • Distribuição de conteúdo fotográfico: Marco Antônio Peixoto (Fone: 3213-7317) 
  • Eventos promocionais e solicitação de água envasada: Raul Santos (Fone: 3214-7979 ou 3214-7910)
  • Agendamento de visitas às estações de tratamento de água e esgoto: Michele Dias (Fone: 3213-7117)

 

Formulário de Denúncia de Colaboradores

Este formulário deve ser utilizado pelo cidadão somente para denunciar irregularidades referentes à conduta de colaboradores da Caesb. Se a sua denúncia é referente à ligação clandestina de água ou esgotos, acesse o Formulário de Atendimento da Ouvidoria.
 

Sub-categorias

Pagina 2 de 17